Website Malware Scan Central do MEI – Página 3 de 5 – A Central de Informações do Microempreendedor Individual

Tudo o que você precisa saber para iniciar, administrar e alavancar seu negócio como Microempreendedor Individual.

Carnê do MEI (DAS): O Que é e como Baixar, Atualizar e Pagar

No grupo sobre o MEI que administro no facebook, quase que diariamente aparece alguma dúvida relacionada ao carnê do MEI (DAS). Para sanar estas dúvidas, resolvi montar este artigo completo sobre o DAS.

O que é o DAS?

O DAS é o Documento de Arrecadação Simplificada do MEI (DAS-MEI). É o instrumento para se fazer o pagamento mensal das obrigações tributárias do Microempreendedor Individual. Neste documento (boleto) estão inclusos os seguintes pagamentos: contribuição com a Previdência Social, ICMS e/ou ISS.

Designer Gráfico: Como se Enquadrar no MEI

Acho que de todas as dúvidas sobre atividades que vejo para se formalizar como MEI, “Designer Gráfico” ganha em disparada. Talvez eu veja mais essa dúvida em específico por eu fazer parte dessa categoria profissional (sou graduada em design gráfico).

Sou empreendedora há bastante tempo (há pelo menos 10 anos) e já tive uma empresa com sociedade limitada (ltda), que hoje já não existe mais. Comecei a pesquisar sobre o MEI quando surgiu a ideia de abrir um estúdio de design com um custo fixo bastante reduzido, mas não queria passar pelos mesmos problemas burocráticos e custos que passei com a outra empresa ltda.

Lei Complementar nº 123/2006 (Lei Geral da Micro e Pequena Empresa)

Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Clique aqui para visualizar a lei atualizada.

A Lei Complementar 123/2006 é uma das mais importantes para o MEI, pois o enquadra na categoria de Microempresa e lhe garante todos os direitos de uma.

A lei completa você pode visualizar no link disponibilizado acima. A intensão aqui, é ressaltar as partes que são específicas para o MEI.

Vendas Diretas: 11 Vantagens para se Formalizar como MEI

Ser um Microempreendedor individual tem várias vantagens. O MEI foi criado para dar cidadania empresarial para milhões de brasileiros que viviam e que vivem na informalidade. E para facilitar a vida desses empreendedores, o governo facilita a formalização, oferece impostos mais baixos, cobertura previdenciária, dispõe de linhas de crédito especiais com juros mais baixos, enfim, oferece uma série de benefícios.

Você que trabalha com vendas diretas também é um empreendedor e dono do próprio negócio. Mas, porque você deveria se formalizar como Microempreendedor individual (MEI)? Compilamos os 11 principais motivos para você entender e se inspirar:

MEI – Como Funciona a Previdência Social?

Quando você se registra como Microempreendedor Individual, passa a pagar os impostos desse tipo de empresa através de uma única guia mensal, a DAS. Nessa guia estão inclusos o ISS, ICMS e INSS.

A alíquota de contribuição do MEI para o INSS é um valor bastante reduzido, apenas 5% (R$44,00) do valor do salário mínimo nacional (R$880,00). Acredito que o motivo para essa alíquota seja que o MEI se enquadre no perfil de pertencente a famílias de baixa renda.

O MEI pertence à categoria de Contribuinte Individual do INSS, porém a forma de pagamento será através de guia DAS-MEI gerada no próprio Portal do Empreendedor. Ao se formalizar e pagar sua contribuição em dia, o MEI passa a estar coberto por uma série de benefícios como:  auxílio-doença, aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez e salário maternidade, no caso de gestantes e adotantes. A família do MEI terá direito a pensão por morte e auxílio reclusão.

/** * MAUTIC */